O Magazine Luiza fechou uma parceria com o Sebrae para levar a plataforma Parceiro Magalu para milhares de pequenos empreendedores. O Parceiro Magalu, lançado no começo da pandemia de coronavírus, facilita a digitalização de empresas que atuam hoje somente no mundo físico. Ou seja, permite que elas tenham seu e-commerce.

Quem é o público alvo do Parceiro Magalu? A empresa diz que o Brasil tem 5 milhões de empresas varejistas, mas que apenas 50.000 delas vendem seus produtos digitalmente. “Nossa plataforma permitirá que esses milhões de brasileiros possam continuar a trabalhar, sem sair de casa e sem correr riscos”, diz Frederico Trajano, CEO do Magalu.

O que as empresas ganham entrando para o Parceiro Magalu? Primeiro é preciso entender que existem duas plataformas: uma para pessoas jurídicas e outra para pessoas físicas.

Qual a diferença? Na plataforma para pessoas jurídicas, pequenos empresários e comerciantes podem, por meio de um aplicativo, oferecer seus estoques de produtos no site, no app e — no futuro — nas mais de  1.000 lojas físicas do Magalu. Ou seja, ganham acesso aos mais de 20 milhões de clientes da companhia.

Outra vantagem é que plataforma gera a nota fiscal da venda e oferece ao comerciante dados a respeito das operações realizadas.

No caso das pessoas físicas — sobretudo trabalhadores informais e autônomos — o Parceiro Magalu permite que todos os produtos hoje oferecidos pela companhia sejam vendidos por meio de redes sociais individuais, como Facebook e Instagram e Whatsapp. A plataforma permite que essas pessoas criem sua próprias lojas virtuais, sem custo algum.

Para cada venda realizada por esses parceiros, o Magalu paga uma comissão que pode variar de 1% e a 12%, dependendo do produto, da categoria a que ele pertence e do volume total vendido pelo parceiro.

O que a parceria com o Sebrae prevê? O Sebrae terá um canal direto para inclusão de seus pequenos no canal do Magalu e também oferecerá cursos para capacitação. A  parceria com o Sebrae será realizada, inicialmente, em Pernambuco e São Paulo, como projeto-piloto. Depois, será expandida para um estado em cada região do país e, por fim, em todo o território nacional.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.