Por Nayara Figueiredo

SÃO PAULO (Reuters) – A M. Dias Branco, líder nos mercados de biscoitos e massas do Brasil, registrou lucro líquido de 15 milhões de reais no primeiro trimestre de 2021, forte queda de 89% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a chegada da pandemia da Covid-19 gerou uma corrida por produtos no varejo.

Neste ano, o aumento de custos relacionado à valorização do dólar ante o real e aos preços de alguns de seus principais insumos, como o trigo, pressionou as margens da empresa.

O cenário levou a M. Dias a aplicar um reajuste nos preços do portfólio de produtos em janeiro, que afetou as vendas consolidadas no trimestre, disse à Reuters o diretor de Relações com Investidores e Novos Negócios, Fábio Cefaly.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) recuou 79,3% no período, para 47,4 milhões de reais. A receita líquida baixou 8,9% no ano a ano, para 1,49 bilhão de reais.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).