SÃO PAULO (Reuters) – A brMalls divulgou nesta quinta-feira queda de 41,5% no lucro líquido ajustado do primeiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado, para 76 milhões de reais.

A companhia, atingida como outros operadores de shopping centers do país por uma onda de medidas de isolamento social no início deste ano, viu a receita líquida recuar 18,5% no período, para 241 milhões de reais.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado caiu 17,2%, para 171 milhões de reais.

A companhia registrou inadimplência líquida de 14,3%, sensível alta ante o patamar de 4,9% de um ano antes. As vendas mesmas lojas despencaram 25,3%, depois de já terem recuado 13% no primeiro trimestre de 2020.

“Considerando o período mais curto (de restrições) e a evolução do programa de vacinação, a expectativa para os próximos trimestres é de recuperação no indicador (de inadimplência)”, afirmou a brMalls no balanço.

A empresa afirmou que todo o seu portfólio voltou a operar em 22 de abril, embora com restrições de atividades.

(Por Alberto Alerigi Jr.; edição de Aluísio Alves)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).