SÃO PAULO (Reuters) – O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), sinalizou em entrevista ao site da revista Veja na noite de segunda-feira a discussão de um programa social fora do teto de gastos públicos.

Lira defendeu que, diante dos impactos sociais provocados no Brasil pela pandemia de Covid-19, não se pode priorizar a responsabilidade fiscal e o respeito ao teto de gastos em detrimento das necessidades da população mais vulnerável.

“Todo aspecto social nos preocupa muito. Não podemos pensar só em teto de gastos, responsabilidade fiscal, e a Câmara tem feito isso, o Congresso tem feito isso, em detrimento de uma população que está abaixo da linha da pobreza”, disse Lira na entrevista.

A declaração aponta mudança no discurso do presidente da Câmara, que até então em seus comentários públicos sempre defendeu a responsabilidade fiscal e o respeito ao teto de gastos.

(Por Eduardo Simões)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).