FRANKFURT (Reuters) – A economia da zona do euro ainda está apoiada nas “duas muletas” do estímulo monetário e fiscal, e isso não pode ser retirado até que haja uma recuperação total, disse nesta quarta-feira a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.

“Pense em um paciente que saiu de uma crise profunda, mas ainda usa duas muletas”, disse Lagarde no evento Reuters Breakingviews.

“Você não quer remover nenhuma muleta, a fiscal ou a monetária, até que o paciente possa realmente andar bem, e fazer isso significa dar suporte até que a recuperação esteja bem avançada.”

(Por Francesco Canepa)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).