SÃO PAULO (Reuters) – A inadimplência em empréstimos do Itaú Unibanco está menor do que o maior banco brasileiro esperava, disse o presidente-executivo, Milton Maluhy, nesta terça-feira, apesar da segunda onda brutal da pandemia de Covid-19.

O executivo afirmou que o índice de inadimplência em 90 dias provavelmente aumentará até o final do ano, mas em níveis abaixo do previsto.

O banco deve apresentar um desempenho “muito bom” em provisões para perdas com empréstimos este ano, acrescentou.

O Itaú reportou na véspera lucro líquido recorrente de 6,398 bilhões de reais, mais de 11% acima da estimativa de 5,753 bilhões compilada pela Refinitiv e 63,6% acima dos resultados do ano anterior.

(Reportagem de Carolina Mandl)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).