Com a pandemia do coronavírus, os investimentos em inovação no Brasil deram uma desacelerada. Uma pesquisa feita pelo Distrito, consultoria que auxilia empresas em crescimento, aponta que os aportes em startups somou US$ 997 milhões desde janeiro, valor 49% menor que o registrado no mesmo período de 2019.

Embora esses investimentos estejam se recuperando mês a mês, julho ainda foi um mês bem fraco para esses negócios. Os aportes somaram US$ 87 milhões, bem menos que os US$ 462 milhões registrados no mesmo mês do ano passado.

“É preciso ressaltar que em julho de 2019 tivemos investimentos no Nubank no valor de US$ 400 milhões. Essa captação concentrou 86% do volume investido naquele mês. Foi uma operação fora da curva e, se a considerarmos à parte, percebemos que o montante total de aportes realizados em julho de 2020 apresenta um número relevante e saudável para o ecossistema de startups”, afirmou Gustavo Gierun, cofundador do Distrito.

A própria variação do câmbio contribuiu também para esse resultado menor de 2020.

Como foram esses negócios? Das 222 operações registradas desde janeiro, a maioria foi para startups que ainda estão dando seus primeiros passos. Mais de 70% dos negócios foram de investimento anjo, pré-seed e seed. No entanto, as operações mais volumosas aconteceram nas empresas que estão mais bem estabelecidas — mais de 90% do total movimentado.

As últimas operações registradas foram um aporte de US$ 22 milhões na gestora Warren, feito pelo fundo QED Investors, que também tem participação no Nubank, e uma aplicação de US$ 11 milhões na gestora Magnetis pelos fundos Redpoint eVentures e Vostok Emerging Finance.

Fusões e aquisições de startups

O volume de fusões e aquisições foi um destaque neste ano. Ao todo, foram 63 operações de “junção de escovas de dentes” no mercado brasileiro, valor 80% superior ao registrado nos sete primeiros meses de 2019. A principal explicação para isso é que na crise muitas startups encontram na fusão a única forma de sobreviver. Além disso, os preços dos ativos caíram bastante, o que abre espaço para oportunidades de aquisição.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.