Por Devjyot Ghoshal

NOVA DÉLHI (Reuters) – O Instituto Serum da Índia (SII), maior fabricante de vacinas do mundo em volume, pediu paciência neste domingo a governos estrangeiros que esperam o fornecimento de doses contra a Covid-19, afirmando que deverá priorizar as requisições locais.

“Eu humildemente requisito que sejam pacientes, por favor”, disse o diretor-executivo, Adar Poonawalla, em uma publicação no Twitter, acrescentando que a companhia “foi dirigida a priorizar as demandas imensas da Índia e com isso equilibrar as necessidades do resto do mundo”. 

“Estamos fazendo nosso melhor”, disse Poonawalla. 

Baseado na cidade indiana de Pune, no oeste do país, a empresa fabrica a vacina da Universidade de Oxford/AstraZeneca, uma das duas vacinas que a Índia está usando inicialmente para atender cerca de 300 milhões de pessoas como parte do programa nacional de imunização.

Muitos países de baixa e média renda, desde Bangladesh ao Brasil, dependem da vacina AstraZeneca do SII, batizada como Covishield pela empresa indiana. 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).