O ano de 2021 terá inflação mais baixa, crescimento econômico sem recuperação das perdas de 2020 e volta da elevação dos juros. Essas previsões aparecem na primeira publicação do Boletim Focus do ano — pesquisa semanal do Banco Central com os principais agentes financeiros do país. As informações foram coletadas até o dia 31 de dezembro, e divulgados nesta segunda-feira (4).

Abaixo, o 6 Minutos traz os principais destaques da pesquisa:

  • Inflação: A expectativa do mercado é que a inflação de 2021 fique abaixo da registrada no ano passado. Em relação às estimativas publicadas na semana passada, o Focus revisou para baixo as suas expectativas de IPCA (de 3,34% para 3,32%) e de IGP-M (de 4,66% para 4,58%). O dado é especialmente relevante para o caso do IGP-M, que fechou 2020 acima de 2o%.
  • Dólar: O Focus manteve a expectativa de dólar a R$ 5,00 ao final de 2021.
  • PIB: A previsão de crescimento da economia brasileira para 2021 foi revisada para baixo. Na semana passada, projetava-se uma expansão de 3,49% do PIB. Na edição mais recente do Focus, a expectativa é de crescumento de 3,4%.
  • Juros: Apesar de a inflação não indicar sinais de descontrole, o mercado prevê uma retomada no crescimento dos juros este ano. A previsão é de que a Taxa Selic termine 2021 em 3%, um ponto percentual acima dos atuais 2%.

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).