A inflação medida pelo IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) subiu 2,58% em janeiro, segundo os dados divulgados pela FGV (Fundação Getulio Vargas) nesta quinta-feira (28). O resultado foi impulsionado pelo aumento nos preços de commodities e combustíveis.

Em dezembro, o indicador tinha avançado 0,96%. Em 12 meses, o índice acumula alta de 25,71%.

O IGP-M normalmente é utilizado para reajuste de contratos de alugueis no Brasil.

Ficaram mais caros em janeiro: 

  • Minério de ferro: 22,87%
  • Diesel: 6,97%
  • Gasolina: 6,63%
  • Milho em grão: 1,93%
  • Carne bovina: 1,64%

Em contrapartida, ficaram mais baratos: 

  • Passagem aérea: -23,88%
  • Soja em grão: -0,94%
  • Aves: -4,11%
  • Arroz em casca: -6,62%
  • Bovinos: -0,89%
  • Óleo de soja refinado: -4,76%

O que diz a FGV: “Impulsionado especialmente pelos aumentos nos preços de commodities e de combustíveis, a taxa do IPA (Índice de Preços ao Produtor) voltou acelerar e influenciou destacadamente o resultado do IGP-M”, afirma André Braz, coordenador dos Índices de Preços.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).