O faturamento real da indústria brasileira teve o primeiro recuo em novembro depois de seis meses seguidos de crescimento, segundo os Indicadores Industriais divulgados pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) nesta segunda-feira (18).

Apesar disso, o resultado está 6,8% acima do registrado no mesmo período de 2019 e, por isso, não significa dizer que a tendência de crescimento tenha sido interrompida.

“Os indicadores mostram que a indústria continua crescendo, mas em um ritmo muito menor. Podemos dizer que isso era esperado. Houve uma recuperação muito rápida da pandemia e o nível de produção já está maior do que antes da crise. Praticamente voltamos ao início do ano passado, quando o crescimento não era muito elevado e ainda temos um nível de incerteza muito mais elevado”, diz o gerente-executivo de Economia, Renato da Fonseca.

Como está o emprego na indústria? Houve crescimento de 0,4% em novembro em comparação ao mês anterior – quarta alta consecutiva. Apesar de crescer, o emprego ainda não conseguiu compensar as perdas decorrentes da pandemia de covid-19. Em comparação com novembro de 2019, o emprego teve queda de 0,2%.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).