Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa mostrava certa hesitação após encostar nos 120 mil pontos nesta quinta-feira, em sessão marcada por uma bateria de resultados corporativos, com Ambev disparando após mais do que dobrar o lucro do primeiro trimestre, enquanto Ultrapar recuava com balanço também no radar.

Às 11:13, o Ibovespa caía 0,23 %, a 119.292,3 pontos. Na máxima até o momento, chegou 119.966,42 pontos. O volume financeiro era de 7,2 bilhões de reais.

Wall Street não mostrava um sinal único, tendo de pano de fundo queda acima do esperado nos pedidos de auxílio-desemprego nos EUA na semana passada, bem como o plano do presidente norte-americano, Joe Biden, de apoiar a quebra de patente de imunizantes contra a Covid-19.

Em comentário a clientes, o BTG Pactual citou que o Ibovespa, do ponto de vista gráfico, passa por um processo de indefinição desde fevereiro, oscilando na faixa entre 117 mil e 121 mil pontos, e por isso tem focado muito em fundamento para capturar os resultados do trimestre que estão por vir.

DESTAQUES

– AMBEV ON saltava 6,3%, após a fabricante de bebidas reportar lucro líquido de 2,73 bilhões de reais no primeiro trimestre, mais do que dobro do verificado um ano antes, em desempenho ajudado pela redução de medidas de restrição adotadas por causa da pandemia de Covid-19, bem como melhora no resultado financeiro.

– BRASKEM PNA caía 3,2%, apesar do resultado robusto do primeiro trimestre, com lucro líquido de 2,5 bilhões de reais de janeiro ao fim de março, revertendo prejuízo bilionário de um ano antes, além de queda no nível de endividamento. Até a véspera, as ações acumulavam alta de mais de 120% no ano.

– ULTRAPAR ON perdia 3,5%, após o grupo, cujos ativos incluem a rede de postos Ipiranga e a distribuidora de gás Ultragaz, reportar queda no lucro no primeiro trimestre, para 137,4 milhões de reais, com perdas financeiras com hedge cambial ofuscando a melhora operacional de suas empresas.

– SABESP ON valorizava-se 3,6%, na esteira da decisão da companhia de saneamento básico do Estado de São Paulo de não exercer a opção de compra de fatia na Sociedade de Propósito Específico (SPE) da Iguá que venceu a disputa pelo bloco 2 da empresa de saneamento do Rio de Janeiro (Cedae), na semana passada.

– GPA ON recuava 2,5%, mesmo após lucro líquido de 127 milhões de reais no primeiro trimestre, ante prejuízo de 119 milhões um ano antes, favorecido por aumento das vendas e redução das despesas.. A XP Investimentos citou uma performance de vendas mais fraca do que esperado, porém com uma rentabilidade sólida. No ano, a ação sobe mais de 285%.

– TOTVS ON subia 2%, também tendo de pano de fundo balanço do primeiro trimestre da empresa de tecnologia e produtos de crédito, com alta de 31% no lucro, refletindo impulso de ganhos de clientes em assinaturas de software e de serviços como computação em nuvem.

– MERCADO LIVRE recuava 3,5% em Nova York, apesar de dobrar sua receita no primeiro trimestre, uma vez que as medidas de isolamento para conter uma segunda onda da pandemia da Covid-19 na América Latina manteve robusta a demanda pelos serviços online do maior portal de comércio eletrônico e serviços financeiros da região.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).