SÃO PAULO (Reuters) – O Banco do Brasil anunciou nesta quinta-feira a renúncia do Hélio Magalhães e de José Guimarães Monforte aos cargos de membros do conselho de administração da companhia.

A saída de Magalhães, que era presidente do conselho, tem efeito a partir de sexta-feira, enquanto a de Monforte, como membro independente do colegiado, vale já a partir desta quinta.

A renúncia vem após ambos, além dos também conselheiros Luiz Spinola e Paulo Roberto Evangelista de Lima terem afirmado que o indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para presidir o banco, Fausto Ribeiro, atende aos requisitos legais, mas que não tem experiência em gestão para tal.

Bolsonaro nomeou Ribeiro em março para suceder André Brandão, que renunciou após ter sido ameaçado de demissão por Bolsonaro, na esteira de um plano de corte de custos no BB, incluindo fechamento de agências e demissões.

(Por Aluísio Alves)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).