O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta quinta-feira (25) que o banco começará a oferecer crédito imobiliário com taxas corrigidas pelo rendimento da poupança a partir do dia 1º de março, segunda-feira da semana que vem.

Será a quarta alternativa de correção do crédito imobiliário, que se soma a linhas corrigidas pela TR (taxa referencial), pelo IPCA e por uma taxa fixa.

A Caixa terá R$ 30 milhões de orçamento para a nova opção. “Esperamos utilizar esse orçamento rapidamente”, disse Guimarães durante live no canal da instituição no YouTube.

Segundo ele, a taxa equivalente ao rendimento da poupança se somará a uma taxa adicional, que vai variar entre 3,35% e 3,99%, e definirá qual será a correção do crédito imobiliário para este produto.

Nas condições atuais, com a Selic a 2% ao ano, que resulta em um rendimento de 1,4% para a poupança (70% da taxa Selic), a taxa efetiva poderá variar entre 4,75% e 5,39%.

A taxa poderá ser menor se o cliente for funcionário público, com mais estabilidade no emprego, e se já tiver relacionamento com o banco. E poderá ser maior se for funcionário do setor privado e não tiver nenhum tipo de relacionamento com o banco.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).