BRASÍLIA (Reuters) – O ministro da Economia, Paulo Guedes, agradeceu nesta quinta-feira ao Congresso e a Jair Bolsonaro pelo processo de aprovação da PEC Emergencial em dois turnos no Senado, afirmando, em vídeo divulgado por sua assessoria, que “na hora decisiva” sempre tem o apoio do presidente.

“Agradeço ao presidente Bolsonaro, que na hora decisiva, no momento decisivo, ele sempre nos apoia”, afirmou Guedes, ao lado do senador Marcio Bittar (MDB-AC), relator da PEC Emergencial, que abre caminho para a concessão de nova rodada de auxílio emergencial aos mais vulneráveis.

“Nós temos um compromisso com a saúde e um compromisso, também, com a economia. O presidente (Bolsonaro) sempre diz que economia e saúde andam juntas, e temos que respeitar isso”, afirmou Guedes.

O ministro também parabenizou iniciativa do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), de ter reafirmado compromisso com a manutenção do teto de gastos no processo de apreciação da PEC. Em postagem no Twitter na quarta-feira, Lira garantiu que as duas Casas aprovariam o projeto sem excepcionalidades ao teto.

Depois de a PEC ser aprovada em segundo turno nesta quinta-feira, Lira afirmou que o projeto será discutido na próxima terça-feira na Câmara, com possibilidade de ter sua admissibilidade analisada, para então ter o mérito votado em dois turnos no plenário no dia seguinte.

“A solução exige compromisso com a saúde dos brasileiros e compromisso também com as gerações futuras, não podemos ficar empurrando essa conta para frente”, disse Guedes.

(Por Gabriel Ponte)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).