O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira que o governo mira a correção da tabela de Imposto de Renda da Pessoa Física no âmbito da reforma tributária.

“Não só do piso mas de todas as faixas”, afirmou ele, em audiência pública na comissão mista da reforma no Congresso.

Segundo o ministro, se o piso da tributação passar de cerca de R$ 1.900 para R$ 3.000, o impacto na arrecadação será de R$ 22 bilhões de reais. Para reajuste em todas as faixas, esse custo subirá para R$ 36 bilhões. Guedes ressaltou que os parlamentares serão responsáveis por essa decisão.

Durante sua participação, ele também avaliou que o surto de Covid-19 ajudou a esfriar a inflação, com o IPCA correndo abaixo das metas. Por isso, ele disse que não teria receio de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) trazer impacto inflacionário.

“Acho que impacto (do IVA) vai ser mais sobre estrutura de preços relativos”, disse.

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).