O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, afirmou nesta quinta-feira que a redução temporária do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre o crédito pode ser estendida e está em análise pelo governo.

Por decreto, o governo havia reduzido a zero o IOF sobre operações de crédito para operações contratadas de 3 de abril a 3 de julho, medida que implicou renúncia de receita de R$ 7,1 bilhões.

Em coletiva virtual de imprensa, Waldery avaliou que a nova estimativa para os gastos com o auxílio emergencial a informais e vulneráveis, de R$ 254,2 bilhões, corresponde a um “valor impactante”, que representa mais que o dobro de despesa discricionária para todo ano de 2020.

O secretário também destacou que no próximo dia 10 a Secretaria de Política Econômica irá revisar sua grade de parâmetros, incluindo a projeção para o PIB (Produto Interno Bruto). Por ora, a estimativa oficial do governo é de retração de 4,7% para a economia neste ano.

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).