Por Min Zhang e Shivani Singh

PEQUIM (Reuters) – Os futuros de minério de ferro de referência na China caíram quase 6% nesta quarta-feira, depois que o país instou a indústria de aço a produzir menos no ano que vem em meio ao esquema de neutralidade de carbono do governo.

O Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação pediu ao setor siderúrgico que corte “resolutamente” a produção de aço bruto e garanta uma queda anual em 2021.

A China, maior produtora de aço do mundo, vem tentando cortar sua capacidade de aço, mas raramente pede aos produtores que reduzam a produção.

Os contratos futuros de minério de ferro mais negociados na bolsa de Dalian, para entrega em maio, fecharam em queda de 3,5%, para 984 iuanes (150,65 dólares) a tonelada, o menor valor em quase três semanas. Durante a sessão, chegou a cair 5,9%, para 959 iuanes por tonelada.

Os preços futuros de outras matérias-primas importantes da siderurgia também caíram mais cedo na sessão.

Os futuros de carvão metalúrgico caíram 3,3%, para 1.641 iuanes por tonelada, após queda de 4,7% no início das negociações.

Os futuros de coque de Dalian caíram 0,1%, para 2.822 iuanes por tonelada.

(Por Min Zhang e Shivani Singh)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).