Por Min Zhang e Shivani Singh

PEQUIM (Reuters) – Os futuros do vergalhão de aço subiram na China nesta quinta-feira, após o governo do país ter anunciado ajustes em tarifas e impostos sobre alguns produtos da indústria de ferrosos em meio a restrições de produção para siderúrgicas locais.

O ministério de finanças do país disse na quarta-feira que rebates de tarifas de exportação para 146 produtos de aço serão cancelados a partir de 1° de maio. A pasta também isentou temporariamente tarifas de importação para alguns produtos primários de aço e elevou tarifas de exportação de ferroligas e ferro-gusa de alta pureza.

As medidas, que visam assegurar maior oferta de produtos de aço no país e conter a escalada dos preços do minério de ferro, são vistas como preparativas para mais políticas de restrições à produção siderúrgica no país.

“Isso sugere uma urgência e necessidade de lançamento de novas e importantes políticas…e a confiança do governo nos cortes de produção”, disse a CITIC Futures em nota.

O contrato do vergalhão de aço mais negociado na bolsa de futuros de Xangai, para entrega em outubro, subiu 1,9%, para 5.452 iuanes (842,53 dólares) por tonelada, fechando em nível recorde.

Os futuros do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian com entrega em setembro recuaram 0,8%, para 1.127 iuanes por tonelada.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).