O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 1,05% na segunda quadrissemana de outubro, desacelerando marginalmente em relação à alta de 1,06% registrada na primeira quadrissemana deste mês, segundo dados publicados nesta segunda-feira, 19, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na segunda prévia de outubro, quatro dos sete itens do IPC-Fipe avançaram com menos força: Habitação (de 0,52% na primeira quadrissemana para 0,48% na segunda quadrissemana), Alimentação (de 2,12% para 2,10%), Transportes (de 0,72% para 0,64%) e Vestuário (de 0,51% para 0,29%).

Por outro lado, houve aceleração em Despesas Pessoais (de 1,78% para 2,02%) e Educação (de 0,03% para 0,08%). Já os custos de Saúde caíram de forma um pouco mais contida (de -0,11% para -0,10%).

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe na segunda quadrissemana de outubro:

– Habitação: 0,48%

– Alimentação: 2,10%

– Transportes: 0,64%

– Despesas Pessoais: 2,02%

– Saúde: -0,10%

– Vestuário: 0,29%

– Educação: 0,08%

– Índice Geral: 1,05%

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).