As autoridades do Federal Reserve vão divulgar novas projeções econômicas nesta quinta-feira (17), com expectativa de que o número para o crescimento do PIB seja forte e abra caminho para um experimento histórico pelo banco central dos Estados Unidos.

O chair do Fed, Jerome Powell, e seus colegas estão apostando que a economia possa decolar depois da pandemia de Covid-19 sem gerar inflação excessiva, e prometem manter os juros em níveis muito baixos e o fluxo de dinheiro por um período prolongado conforme buscam um potencial boom econômico de maneira que não era vista desde o início da década de 1970.

Em cada uma das projeções trimestrais divulgadas desde junho, a projeção mediana de crescimento do PIB das autoridades do Fed ficaram ligeiramente acima de projeções privadas apuradas pela Reuters. Se isso continuar, vai se traduzir em crescimento esperado este ano de mais de 6,2% –maior taxa anual em 37 anos.

Mas quando elas divulgarem seu comunicado de política monetária ao final de dois dias de reuniões nesta quarta-feira, as autoridades do Fed devem repetir o que vêm prometendo há meses: manter a taxa básica de juros do banco central perto de zero e o dinheiro fluindo na economia até que os norte-americanos retornem ao trabalho, confiando que a inflação permanecerá contida, como tem sido há cerca de 30 anos.

As projeções econômicas e o comunicado serão divulgados às 15h (horário de Brasília). Powell dará entrevista à imprensa pouco depois.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).