O faturamento das micro e pequenas empresas subiu 11,8% em junho na comparação com maio, segundo dados de pesquisa divulgada hoje pelo Sebrae-SP. Foi o segundo mês consecutivo de alta na receita. Em março e abril, o segmento amargou duras quedas.

Por setor, a indústria foi a que contabilizou melhor desempenho, com alta de 21,4%. Em seguida, aparece o setor de serviços, com crescimento de 12,1% nas receitas. O comércio registrou aumento de 10,1%.

Segundo o Sebrae-SP, o desempenho positivo ocorreu em todos os setores e regiões analisados nesse período de comparação.

Na comparação com junho de 2019, entretanto, as MPEs registraram queda de 29,7% no faturamento real. A maior redução foi apresentada nas empresas do setor de serviços (-42,1%).

“Se por um lado ainda há uma grande distância do nível de faturamento de junho do ano passado, não podemos menosprezar os dois meses seguidos de alta mostrados pela pesquisa”, afirma o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit.

O faturamento das MPEs em junho representou 82,8% do observado em fevereiro, mês imediatamente anterior ao início da pandemia. Esse percentual varia de acordo com os segmentos mais e menos vulneráveis à pandemia. As menos vulneráveis alcançaram 94% da receita de fevereiro. Para as mais vulneráveis, o percentual encolhe para 73,8% do faturamento.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.