Por Karl Plume

CHICAGO (Reuters) – O processamento de soja nos Estados Unidos ficou abaixo do esperado em abril, com o volume mensal de esmagamento atingindo o segundo menor nível em 19 meses, indicaram dados publicados nesta segunda-feira pela Associação Nacional dos Processadores de Oleaginosas (Nopa, na sigla em inglês).

Os membros da Nopa, responsáveis por cerca de 95% de toda a soja processada nos EUA, esmagaram 160,310 milhões de bushels da oleaginosa no mês passado, ante 177,984 milhões de bushels em março e 171,754 milhões de bushels em abril de 2020.

Analistas esperavam, em média, que o esmagamento em abril atingisse 168,741 milhões de bushels, conforme as estimativas de nove profissionais. As projeções variavam de 162,752 milhões a 172 milhões de bushels, com mediana de 169,500 milhões de bushels.

O período de inatividade de processadoras de soja e os estoques apertados da oleaginosa, em meio a crescentes exportações e um forte ritmo de esmagamento nos últimos meses, limitaram o ritmo de processamento em abril, disseram analistas.

A Nopa afirmou que os estoques de óleo de soja entre seus membros, conforme dados de 30 de abril, recuaram para 1,702 bilhão de libras-peso, versus 1,771 bilhão ao final de março e 2,111 bilhões ao fim de abril do ano passado.

Os estoques de óleo de soja também ficaram abaixo da estimativa média do mercado, de 1,785 bilhão de libras-peso, segundo as projeções de seis analistas. As estimativas variavam de 1,682 bilhão a 1,850 bilhão de libras-peso, com mediana de 1,813 bilhão.

As exportações de farelo de soja, por sua vez, recuaram para uma mínima de 22 meses, a 689.441 toneladas, ante 937.023 toneladas em março e 890.931 toneladas em abril de 2020, acrescentou a Nopa.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).