(Corrige no 4º parágrafo para óleo de soja, não petróleo)

Por Julie Ingwersen

CHICAGO (Reuters) – O esmagamento da soja nos Estados Unidos atingiu uma mínima de três meses em setembro e caiu abaixo da média das estimativas comerciais, enquanto os estoques de óleo de soja no final do mês passado subiram pelo terceiro mês consecutivo, de acordo com dados da Associação Nacional de Óleo de Soja (Nopa, na sigla em inglês) divulgados nesta sexta-feira.

Os membros da Nopa, que lidam com cerca de 95% de toda a soja processada nos Estados Unidos, esmagaram 153,800 milhões de bushels de soja no mês passado, queda de 3,2% em relação aos 158,843 milhões de bushels esmagados em agosto e 4,8% abaixo dos 161,491 milhões de bushels esmagados em setembro de 2020.

Esperava-se que o esmagamento de setembro caísse para 155,072 milhões de bushels, de acordo com a média das estimativas de 10 analistas. As estimativas variaram de 148,0 milhões a 162,8 milhões de bushels, com uma mediana de 154,150 milhões de bushels.

A Nopa disse que as ofertas de óleo de soja entre seus membros, até 30 de setembro, subiu para 1,684 bilhão de libras, de 1,668 bilhão de libras no final de agosto.

Esperava-se que os estoques de óleo de soja caíssem para 1,663 bilhão de libras, com base em estimativas coletadas de sete analistas. As estimativas variaram de 1,625 bilhão a 1,718 bilhão de libras, com uma mediana de 1,650 bilhão.

As exportações de soja no mês passado caíram para 603.545 toneladas, ante 856.619 toneladas em agosto e 991.134 toneladas em setembro de 2020, disse a Nopa.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).