Por José de Castro

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar emendou a quarta queda consecutiva e fechou no menor patamar em uma semana nesta sexta-feira, com o real entre os melhores desempenhos ao fim de um pregão de forma geral de alívio para os mercados brasileiros, conforme investidores acompanharam o ambiente externo benigno e o noticiário político local.

O dólar à vista caiu 0,75%, a 5,5856 reais na venda, após variar entre 5,6789 reais (+0,91%) e 5,5672 reais (-1,07%).

A cotação não engatava quatro dias de baixa desde a mesma série encerrada em 19 de março.

Na semana, a divisa recuou 1,57% –maior queda desde a semana finda em 12 de março e terceira semana consecutiva de perdas –sequência mais longa do tipo desde dezembro passado.

Em abril, o dólar cai 0,80%, mas no acumulado do ano ainda sobe 7,59%.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).