A menos que as fortes oscilações na cotação diminuam, o preço atual do bitcoin “parece insustentável”, segundo estrategistas do JPMorgan Chase liderados por Nikolaos Panigirtzoglou, em nota divulgada na terça-feira (16).

O Bitcoin bateu recordes, alcançando outro pico acima de $ 51.000 na quarta-feira. A recente compra de US$ 1,5 bilhão da Tesla  e o plano da MicroStrategy de expandir suas participações com a venda de US$ 600 milhões em títulos conversíveis aumentaram o burburinho em torno das criptomoedas. Por outro lado, alguns economistas alertam para o risco da formação de uma bolha — como aquela que levou à queda da cotação em 2017.

O JPMorgan disse que o valor de mercado do Bitcoin aumentou cerca de US $ 700 bilhões nos últimos cinco meses, apesar de um influxo institucional agregado de apenas cerca de US $ 11 bilhões. O número limitado de novos bitcoins e a demanda de varejo podem estar pressionando os preços, escreveu Panigirtzoglou.

“Os movimentos desde janeiro deste ano parecem ter sido mais influenciados por fluxos especulativos”, disse a equipe.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).