Os brasileiros pretendem gastar, em média, R$ 207,52 com o presente de Dia dos Pais, de acordo com uma pesquisa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito).

A expectativa do varejo é que a data movimente R$ 22,35 bilhões, 25% a mais do que em 2020. Neste ano, cerca de 107,7 milhões de pessoas vão às compras. A vontade de retribuir o carinho e o esforço do pai (45%), considerar que o presente é um gesto importante (26%) e ter o costume de presentear pessoas queridas (24%), são os principais motivos apontados pelos entrevistados que irão comprar presentes na data.

Os presentes que estão em alta este ano são roupas, seguidas de perfumes e cosméticos, calçados e acessórios, como meias, cinto, óculos, carteira e relógio.

Como vão pagar pelos presentes? A maior parte vai optar pelo pagamento à vista, principalmente no dinheiro, débito ou via Pix.

Onde vão fazer as compras? 47% dos entrevistados pretendem comprar a maior parte dos presentes na internet, enquanto 29% em shoppings, 17% nos shoppings populares, e 16% em lojas de departamento. Entre os que pretendem realizar compras pela internet, 72% comprarão por aplicativos, 72% em sites, e 23% no Instagram.

“O consumo online, que já vinha em um processo de crescimento em todo o mundo, foi ainda mais impulsionado pela pandemia da Covid-19. O brasileiro está cada vez mais habituado e seguro para realizar suas compras pela internet. O varejista sabe disso e tem investido em anúncios, promoções e em estratégias para conquistar esse consumidor”, afirma José César da Costa, presidente da CNDL.

Quem participou da pesquisa? 822 brasileiros responderam as perguntas online entre os dias 5 a 12 de julho.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).