Mulheres bancárias recebem 21,75% menos que seus pares masculinos em cargos equivalentes. Isso é o que mostra levamento realizado pelo Comando Nacional dos Bancários junto à RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Segundo o comando, essa diferença é maior que a verificada na média nacional, em que mulheres ganham 14% menos que os homens.

Por isso, uma das reivindicações da campanha salarial dos bancários deste ano é ampliar a igualdade de oportunidades na categoria.

“Uma das reivindicações é a inclusão na nossa Convenção Coletiva de Trabalho de um canal de atendimento às mulheres vítimas de violência para manter o respeito e o acolhimento necessário no ambiente de trabalho”, disse a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Ivone Silva, uma das coordenadoras do Comando Nacional.

Negros

A desigualdade racial é ainda mais profunda. Os negros ocupam quase sempre cargos comerciais e operacionais, com baixa participação em postos de direção e liderança. Veja distribuição por banco:

  • Itaú: 22,88%
  • Bradesco: 26,4%
  • Caixa: 24,2%

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).