SÃO PAULO (Reuters) – As contas de luz seguirão em março com a chamada bandeira tarifária no patamar amarelo, que gera um custo adicional de 1,343 real a cada 100 kilowatts-hora consumidos, disse nesta sexta-feira a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A continuidade da bandeira amarela, já acionada em janeiro e fevereiro, ocorre em meio a níveis ainda reduzidos para esta época do ano nos reservatórios das hidrelétricas, principal fonte de geração do Brasil, acrescentou a Aneel.

O sistema de bandeiras resulta em custos extras para o consumidor quando sai do patamar verde para o amarelo ou vermelho, o que é definido pela Aneel de acordo com as condições de geração de energia no sistema.

(Por Luciano Costa)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).