SÃO PAULO (Reuters) – A condição das lavouras de soja da safra 2020/21 no Paraná voltou a registrar leve melhora na última semana, com 83% das áreas atingindo situação boa, avanço de 1 ponto percentual em relação à semana anterior, disse o Departamento de Economia Rural (Deral) nesta terça-feira.

As lavouras em condições médias, enquanto isso, são 14% da área, contra 15% na semana passada, e as vistas como ruins atingem 3%, mesmo nível apresentado no relatório anterior, informou o órgão ligado ao governo paranaense.

“É uma situação muito parecida com a da semana anterior, a gente teve uma leve melhora… Com essa chuva mais regular que está ocorrendo no interior, o pessoal está falando que as lavouras estão tendo condições melhores”, disse à Reuters o economista Marcelo Garrido, do Deral.

No mesmo período do ano passado, 88% das lavouras de soja do Paraná estavam em condições boas, e 2% em situação ruim.

A maior parte das áreas da oleaginosa está em fase de frutificação (55%), seguida por floração (36%), desenvolvimento vegetativo (5%) e maturação (4%), segundo os dados do Deral.

O Estado já registrou as primeiras áreas colhidas da safra 2020/21 de soja, mas de maneira ainda incipiente, sem que haja volume suficiente para que o nível de 1% das áreas projetadas seja atingido.

“Tivemos um pequeno início de colheita, que está dentro do calendário esperado. São as primeiras áreas colhendo, mas bem incipiente ainda, até porque tem chovido bastante, então o pessoal está começando essa colheita bem devagar”, disse Garrido, citando a região de Pato Branco como responsável pelos trabalhos.

Segundo maior produtor de soja do Brasil, atrás apenas de Mato Grosso, o Paraná deverá colher 20,38 milhões de toneladas da oleagiosa em 2020/21, queda de 2% em relação à safra anterior, segundo estimativa de dezembro do Deral.

Na próxima semana, o departamento publicará um novo relatório mensal, afirmou Garrido –que prevê, com isso, uma atualização melhor tanto de colheita quanto das condições das fases da safra de soja paranaense.

Em relação ao milho primeira safra, 79% das lavouras foram classificadas como boas pelo Deral, com 16% em situação média e 5% em estado ruim, mantendo os mesmos níveis vistos no relatório anterior.

(Por Gabriel Araujo)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).