SÃO PAULO (Reuters) – A Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) elevou sua estimativa para a safra de soja do Brasil 2020/21 a um recorde de 135,5 milhões de toneladas, ante 135,13 milhões na previsão anterior, apontando ainda que os preços da oleaginosa no mercado doméstico devem continuar em alta em abril.

A estatal, por outro lado, reduziu ligeiramente as perspectivas para as exportações da oleaginosa, para 85,6 milhões de toneladas, de 86,1 milhões na estimativa anterior, segundo relatório nesta quinta-feira.

A safra total de milho do país foi projetada pela Conab em recorde de 108,96 milhões de toneladas, com ajuste para cima em relação às 108 milhões do levantamento do mês passado.

Para o algodão em pluma, a Conab manteve quase inalterada sua previsão de produção, em 2,49 milhões de toneladas, ante 2,50 milhões.

Já a safra de trigo do Brasil em 2021 foi vista em 6,37 milhões de toneladas, ante 6,43 milhões no relatório anterior.

(Por Luciano Costa)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).