BRASÍLIA (Reuters) – A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a reforma administrativa deixou para a próxima terça-feira a votação do parecer da matéria.

Havia uma expectativa de que o parecer do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA), pudesse ser votado nesta quinta, mas os deputados resolveram jogar a votação para frente em meio a contínuas divergências sobre a proposta.

O texto, que é uma das principais aposta da agenda reformista do governo e que conta com o respaldo do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), prevê a manutenção da estabilidade para todos os servidores.

O próprio Lira disse em evento online nesta quinta que a matéria deveria ser votada só na terça, mas garantiu que a proposta estará pronta para o plenário da Casa na quarta-feira da semana que vem.

No plenário da Câmara, a proposta precisa do apoio de 308 dos 513 deputados em dois turnos de votação para ser aprovada e poder seguir para o Senado.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).