Motoristas de aplicativos como Uber e 99 protestaram hoje à tarde em diversos pontos de São Paulo. Um dos pontos de concentração foi no bolsão de espera de chamadas do aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo.

Qual o motivo do protesto? Os motoristas se queixam de congelamento das tarifas e pedem o fim das categorias promocionais UberPromo e 99Poupa, que são mais baratas para os usuários, mas estrangulam os ganhos dos profissionais.

Em grupos de WhatsApp, os motoristas criticaram a falta de participação de algumas lideranças da categoria na manifestação. Nas postagens, eles mostravam que várias regiões de São Paulo estavam com tarifa dinâmica – um indicativo de falta de profissionais trabalhando.

 

O que as empresas dizem? Procurada, a Uber disse que é “uma categoria que foi criada durante a pandemia para gerar mais viagens para os parceiros em horários de baixo movimento”. “O motorista parceiro da Uber é totalmente livre para decidir se aceita ou não uma viagem e, da mesma forma, ele é totalmente livre pra decidir se quer receber solicitações de viagens com o Uber Promo ou não.”

A 99 diz que “esclarece que está aberta ao diálogo e prioriza a melhoria contínua dos ganhos dos motoristas parceiros”. “Nesse sentido, a empresa viabiliza parcerias e condições especiais nos preços dos combustíveis, manutenção de carros e aluguel com agências para reduzir os gastos dos parceiros. Um exemplo disso é o desconto de 5% em postos Shell em todo o Brasil.”

E os usuários? Nas redes sociais, usuários relatam dificuldade para pegar um carro de aplicativo.

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).