As vendas de Black Friday nas primeiras sete horas desta sexta-feira somaram R$ 362,1 milhões, uma alta de 69% em relação ao mesmo período de 2018. Esses números referem-se apenas às vendas registradas pela internet, segundo a Ebit|Nielsen.

Para dar uma dimensão de quão grande é esse valor, a Ebit|Nielsen diz que as vendas do e-commerce atingiram em sete horas o mesmo valor obtido em três dias de esquenta de Black Friday (25 a 27 de novembro).

Qual o valor médio das compras? O tíquete médio para as primeiras horas da sexta-feira de Black Friday foi de R$ 808, crescimento de 5% em relação a 2018.

Qual foi o horário pico de vendas? Os clientes voltaram a comprar de madrugada neste ano, talvez com medo de que as melhores promoções se esgotassem.

“O consumidor voltou a aderir a virada, e passou literalmente a madrugada online fazendo as suas compras. O pico foi entre meia-noite e 2h da manhã, o tíquete médio foi mais alto neste horário, de R$ 849”, explica a líder de Ebit|Nielsen, Ana Szasz.

E o que o cliente compra de madrugada? Segundo a consultoria, o consumidor compra de produtos de maior valor agregado, como geladeira, aparelhos de TV e smartphones.

Quanto somou as vendas de quinta-feira? As vendas quinta-feira de Black Friday no e-commerce totalizaram R$ 731 milhões, uma alta de 20% em relação a 2018.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).