A empresária Caroline Nogueira se surpreendeu quando os gerentes dos bancos em que possui conta avisaram que passariam a cobrá-la por transações realizadas por Pix. Dona da Premium Essential Kitchen e do restaurante Oggi, ela é cliente do Bradesco e Itaú.

Ela acaba de perder a gratuidade que tinha nas operações com Pix do Bradesco. “Estão me cobrando R$ 9 nas transferências. Achei caro demais, pois pago R$ 5 por uma Ted. Meu setor financeiro está negociando com a gerência uma prorrogação da isenção.”

No Itaú, Caroline ainda não paga para usar o Pix. “Eles me deram isenção até o final de setembro, mas avisaram que seremos cobrados a partir de outubro. A tarifa deve girar em torno de R$ 0,50. Se for esse valor, continua sendo mais vantajoso usar o Pix, pois pagamos cerca de R$ 5 por uma Ted.”

A empresária disse que se não conseguir negociar a redução de tarifa com o Bradesco, irá concentrar suas operações no Itaú. “Aguardo uma posição deles.”

Caroline disse preferir o Pix, não só pela gratuidade. “No meu ramo de refeições, às vezes acaba uma coisa e você precisa comprar às pressas. Com o Pix, você paga, o fornecedor tem a confirmação na hora e já envia o produto.”

Segundo ela, colaboradores freelancers também preferem receber por Pix. “O fato de o dinheiro cair na hora, qualquer dia da semana e horário, é muito importante. Até porque trabalhamos aos fins de semana.”

Veja tabela de julho dos bancos

BancoTarifa de transferência PixTarifa de recebimento via QR Code
Bradesco1,40% do valor (mín. de R$ 1,65 e máx. de R$ 9)1,40% do valor (mín. de R$ 0,90 e máx. de R$ 145)
Banco do Brasil0,99% do valor (mín. de R$ 1 e máx. de R$ 10)0,99% do valor (sem mín. e máx. de R$ 140)
Itaú Unibanco1,45% do valor (mín. de R$ 1,75 e máx. de R$ 9,60)1,45% do valor (mín. de R$ 1 e máx. de R$ 150)*
Santander1% do valor (mín. de R$ 0,50 e máx. de R$ 10)R$ 6,54

O que os bancos dizem sobre a tarifação do Pix

Itaú Unibanco

O Itaú Unibanco iniciou a tarifação de transações via Pix para pessoa jurídica em julho de 2021, conforme informado antecipadamente a seus clientes e após um período de gratuidade de sete meses. Recebimentos via QR Code seguem isentos de cobrança – as demais tarifas variam de acordo com o perfil do cliente e são alinhadas às suas necessidades e frequência de transações realizadas, com possibilidade de isenção atrelada ao volume transacional e relacionamento com o banco.

Bradesco

Para o cliente PJ, o Banco oferece carência inicial de até seis meses, dependendo do acordo comercial. Após o período de isenção, o banco pratica o valor negociado com o cliente ou descrito na tabela de tarifas divulgada pelo Bradesco. O valor publicado possui tarifações distintas para transações via transferência Pix e QR Code.

Santander

As tarifas de envio do PIX variam de acordo com o valor da operação, tendo um valor mínimo e máximo de cobrança. Os recebimentos do PIX podem ser tarifados de forma fixa, ou através de um percentual do valor da transação, conforme a finalidade (QR Code Estático, QR Code Dinâmico, utilizados através de API nos Check-outs, e-commerce ou nos demais documentos de arrecadação, cobrança, entre outros).

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).