PEQUIM (Reuters) – A China vai lançar em Xangai o seu esperado sistema nacional de comércio de emissões de carbono (ETS, na sigla em inglês), além de uma plataforma na cidade de Wuhan, disse o ministro do meio ambiente neste domingo.

Espera-se que o sistema cubra 2.267 usinas de energia em toda a China em sua primeira fase e incentive as empresas a reduzirem suas emissões de gases de efeito estufa através da compra e venda de permissões de emissão de carbono.

Xangai e Wuhan estão entre as sete cidades que realizam esquemas piloto de comércio de carbono desde 2011.

O sistema nacional foi adiado várias vezes, em parte, devido a preocupações com a precisão e transparência dos dados de emissões.

(Reportagem de Muyu Xu, Colin Qian e Ryan Woo)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).