PEQUIM (Reuters) – A China vai aumentar sua área de plantio de milho e tratar mais terras poluídas em 2021, disse nesta quinta-feira o Ministério da Agricultura do país, como parte de um plano abrangente que visa ampliar a segurança alimentar para a maior população do mundo.

A declaração de política, datada de 8 de janeiro, foi divulgada após a China reforçar o foco na segurança alimentar em seu plano anual de política rural, divulgado no último domingo.

O aumento de mais de 667 mil hectares na área cultivada com milho virá do nordeste da China e de setores ao redor dos rios Amarelo, Huai e Hai, disse o ministério, acompanhando um plano já divulgado neste ano.

As regiões “com boas condições básicas e onde estão concentrados os principais condados produtores de grãos” serão escolhidas para formar cinturões da indústria de segurança alimentar da China, com produção estável e elevada, acrescentou a pasta.

A China também vai tratar 50 milhões de mu (3,3 milhões de hectares) de terras poluídas e expandir a área-piloto para rotação de culturas para 40 milhões de mu (2,7 milhões de hectares) neste ano, disse o ministério no documento.

(Reportagem de Min Zhang, Dominique Patton e Hallie Gu)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).