PEQUIM (Reuters) – A China elevou o preço mínimo de compra do trigo em 2022, informou o planejador estatal nesta quinta-feira, como parte de um esforço para aumentar a segurança dos grãos no país.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma definiu o preço mínimo de compra do trigo para 2022 em 2.300 iuanes (357 dólares) por tonelada, ante 2.260 iuanes por tonelada em 2021, segundo boletim publicado no site do planejador estatal.

A China compra trigo dos agricultores ao preço mínimo quando o preço de mercado cai abaixo desse nível, a fim de apoiar a produção de alimentos.

A medida ocorre em meio a um renovado foco da política governamental em segurança alimentar, e também depois que a China elevou o preço mínimo de compra do trigo para 2021, o primeiro aumento desse preço desde 2014.

As autoridades locais devem orientar os agricultores a plantar razoavelmente, fortalecer a gestão nos campos e promover a produção estável e melhorar a qualidade dos grãos, disse o comunicado.

Meng Jinhui, analista sênior da Shengda Futures, afirmou que isso mostra que “o Estado presta maior atenção à segurança dos grãos”.

“Isso não tem um grande impacto nos mercados no curto prazo. Mas a chave é que pode servir como um guia e aumentar a confiança dos agricultores no cultivo do grão”, acrescentou Meng.

(Reportagem de Hallie Gu e Shivani Singh)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).