Por Elizabeth Howcroft

LONDRES (Reuters) – O presidente do Twitter, Jack Dorsey, vendeu nesta segunda-feira seu primeiro tuíte por pouco mais de 2,9 milhões de dólares como NFT.

O tuíte está em formato de token não fungível (NFT, na sigla em inglês) –uma espécie de ativo digital único que explodiu em popularidade em 2021.

Cada NFT possui sua própria assinatura digital baseada em blockchain, que funciona como um registro público, permitindo a qualquer um verificar a autenticidade e propriedade do ativo.

O tuíte –“just setting up my twttr”– foi o primeiro publicado por Dorsey, em 21 de março de 2006.

O NFT foi vendido via leilão em uma plataforma chamada Valuables, controlada pela empresa norte-americana Cent.

Ele foi adquirido por meio da criptomoeda Ether por 1.630,5825601 ETH, quantia que no momento da venda era avaliada em 2.915.835,47 dólares, confirmou o CEO e cofundador da Cent, Cameron Hejazi.

A Cent confirmou que o comprador é Sina Estavi. O perfil de Estavi no Twitter, @sinaEstavi, diz que ele é da Malásia e atua como CEO da companhia de blockchain Bridge Oracle. Estavi disse à Reuters, quando questionado sobre a aquisição, que está “agradecido”.

Dorsey, um entusiasta do bitcoin, publicou em 6 de março um link para o website no qual o NFT foi listado para venda. Em um tuíte de 9 de março, ele disse que converteria em bitcoin todo o lucro obtido com o leilão, que então seria doado a pessoas afetadas pela Covid-19 na África.

Dorsey recebe 95% do valor da transação, enquanto a Cent fica com 5%.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).