SÃO PAULO (Reuters) – A estatal mineira Cemig informou nesta quinta-feira que está organizando um processo competitivo para o desinvestimento da totalidade de sua participação na transmissora de energia Taesa, da qual é acionista controladora.

Segundo fato relevante publicado pela elétrica, a operação resultará na alienação das 218.370.005 ações ordinárias e 5.646.184 ações preferenciais da Taesa detidas pela Cemig, que correspondem a 36,97% do capital social votante e 21,68% do capital social total da transmissora.

“A operação será realizada por meio de leilão especial a ser realizado no recinto e conforme as regras da B3, de forma a permitir que a alienação seja realizada por meio de processo competitivo”, disse a Cemig.

O cronograma divulgado pela empresa mineira aponta que os potenciais adquirentes poderão realizar processo de diligência até 30 de julho deste ano. A companhia espera que a entrega dos envelopes para participação no leilão também ocorra até esta data, com homologação do resultado até 16 de agosto.

Também em fato relevante divulgado nesta quinta-feira a Taesa disse que foi informada pela Cemig sobre o processo de desinvestimento.

A Cemig já havia adiantado, no final de março, a intenção de concluir ainda em 2021 uma operação para venda de sua participação na Taesa, empresa que controla em conjunto com a colombiana Isa.

(Por Gabriel Araujo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).