BRASÍLIA (Reuters) – A Câmara dos Deputados concluiu nesta quarta-feira a votação de medida provisória que dispensa a exigência de documentos de regularidade fiscal para a contratação ou renegociação de empréstimos, informou a Agência Câmara de Notícias

Deputados rejeitaram emendas que pretendiam modificar o texto principal, um substitutivo de autoria do relator, deputado Ricardo Silva (PSB-SP).

Dentre as mudanças propostas pelo relator no texto aprovado, está a prorrogação do prazo de validade da regra de 30 de junho de 2021 para 31 de dezembro deste ano.

(Redação Brasília)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).