NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do café robusta na ICE atingiram a máxima em mais de 10 anos nesta sexta-feira, enquanto a variedade arábica ganhou quase 3%, já que interrupções nos embarques de grandes países produtores continuam a fornecer suporte à commodity.

CAFÉ

* O café robusta para janeiro subiu 2,1% para 2.386 dólares a tonelada, tendo atingido uma máxima de 2.419 durante a sessão, o preço mais alto desde agosto de 2011.

* O café arábica para março avançou 2,8% para 2,4335 dólares por libra-peso, voltando para a máxima de 10 anos em torno de 2,48 dólares observada no final de novembro.

* Operadores disseram que o mercado de café continua a ser sustentado por dificuldades de transporte ao redor do mundo e pela perspectiva de uma pequena safra no próximo ano no Brasil.

* A redução nos embarques do Brasil e do Vietnã ajudou a restringir o fornecimento nos países consumidores, aumentando o interesse por estoques certificados pela ICE.

* Os estoques de arábica certificado caíram mais de 260 mil sacas nos últimos 20 dias, enquanto os estoques de robusta caíram mais de 10 mil toneladas no período.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para março subiu 0,7% para 18,75 centavos de dólar por libra-peso. O mercado havia caído para uma mínima de quatro meses de 18,46 centavos de dólar durante a sessão anterior.

* Operadores disseram que parecia haver suporte sólido em torno de 18,50 centavos de dólar, um nível que provavelmente deterá as exportações da Índia.

* Os ganhos nos mercados de energia nesta sexta-feira também apoiaram os usos alternativos do etanol de cana, especialmente no Brasil.

* O açúcar branco para março avançou 0,45% para 486,90 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Nigel Hunt)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).