NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do café arábica na ICE fecharam em queda de quase 2% nesta sexta-feira, com especuladores lucrando após um aumento recente e vendas de produtores brasileiros impulsionadas pelo enfraquecimento da moeda local.

Os futuros do açúcar se recuperaram.

CAFÉ

* O café arábica para dezembro fechou em queda de 3,45 centavos de dólar, ou 1,7%, em 1,9985 dólar por libra-peso.

* Operadores disseram que os especuladores venderam uma parte de sua posição comprada para lucrar depois que os preços do café subiram próximos da máxima em 7 anos na semana passada.

* Eles também observaram fixação de preços por produtores e exportadores brasileiros, uma vez que a moeda local é negociada no menor nível em relação ao dólar desde abril, e em meio à turbulência econômica e política no país.

* Um dos maiores processadores de café do Brasil, o Grupo Montesanto Tavares, disse que os estoques no país estão maiores do que o esperado e que a atual florada nas lavouras de café é positiva, e deve levar a uma boa produção no próximo ano.

* O café robusta para janeiro avançou 6 dólares, ou 0,3%, para 2.141 dólares a tonelada.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para março fechou em alta de 0,14 centavo de dólar, ou 0,7%, em 19,08 centavos de dólar por libra-peso, saindo de uma mínima de três semanas, de 18,82 centavos de dólar, estabelecida nesta semana.

* Operadores disseram que a recente alta nos preços da energia estava fornecendo algum suporte, potencialmente levando ao maior uso da cana-de-açúcar para produzir o biocombustível etanol no Brasil, invés de açúcar.

* O açúcar branco para dezembro caiu 0,20 dólar para 500,60 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Nigel Hunt)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).