O mercado imobiliário em Palm Beach está crescendo. E é preciso sorte para encontrar algo à venda.
As vendas de residências no elegante mercado do sul da Flórida, lar do ex-presidente Donald Trump, mais que quadruplicaram no quarto trimestre em relação ao ano anterior, na maior alta em mais de uma década.

O aumento na demanda ajudou a elevar o preço médio de venda em 29%, para US$ 4,9 milhões, disseram a avaliadora de imóveis Miller Samuel Inc. e a corretora Douglas Elliman Real Estate em relatório na quinta-feira.

O estoque de condomínios e residências para comprar, por sua vez, é o menor em quase nove anos de pesquisa, de acordo com Jonathan Miller, presidente da Miller Samuel.

“A pandemia está provocando um impacto tremendo na Flórida, onde mercados como Palm Beach agora são competitivos com a área metropolitana de luxo de Nova York”, disse Miller.

Trump deixou a Casa Branca e foi para Palm Beach na quarta-feira, juntando-se à elite que se mudou para o sul enquanto as empresas de Wall Street procuram cada vez mais escritórios em um estado sem cobrança de imposto de renda. Compradores ricos que fogem de Nova York estão gerando um aumento no interesse por propriedades de luxo, o que também está impulsionando o mercado em Miami Beach.

Em Miami Beach, foram 952 vendas de condomínios no quarto trimestre, a maior em cinco anos. O preço médio de venda saltou 20%, para mais de US$ 882.000.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).