A BR Distribuidora informou neste sábado (15) que considera não só acertada como primordial a decisão da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) , com apoio do Ministério de Minas e Energia (MME), de reduzir temporariamente o porcentual de mistura obrigatória de biodiesel no diesel, de 12% para 10%.

A medida deve garantir o abastecimento de óleo diesel à sociedade brasileira, nos meses de setembro e outubro deste ano, diz a BR Distribuidora em nota.

A BR Distribuidora diz ainda que são necessárias avaliações de medidas urgentes para o mês de agosto, a fim de manter o equilíbrio do abastecimento.

Para a companhia, devido a tamanha imprevisibilidade causada pela pandemia do Covid-19, a flexibilização é o melhor caminho para todo o setor e para a sociedade, pois é inegável o impacto na oferta de biodiesel nos últimos meses, durante os quais o próprio órgão regulador considerou haver um “desbalanço”.

O fato é que não estão sendo disponibilizados volumes de biodiesel suficientes para atender à demanda da mistura do diesel, que vem registrando aumento gradual de consumo com a reabertura da economia.

O 75º leilão foi interrompido na terceira etapa pela ANP, que ainda não sinalizou quando será retomado. Até essa fase, já haviam sido negociados 1.166.420 metros cúbicos do biocombustível, informa a nota da empresa.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).