Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou na noite desta terça-feira que a medida provisória que trata da capitalização da Eletrobrás constará da pauta do plenário da Casa na próxima semana, após ele e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), terem recebido o texto das mãos do presidente Jair Bolsonaro.

“A Câmara iniciará com muita rapidez a discussão dessa medida provisória, já com pauta para a próxima semana no plenário da Câmara dos Deputados”, disse Lira, que foi o último a falar em um rápido pronunciamento à imprensa ao lado de outras autoridades.

Bolsonaro, que foi andando do Palácio do Planalto ao Congresso ao lado de ministros e auxiliares, destacou a “satisfação” de retornar ao Legislativo para trazer a MP que visa a capitalização da Eletrobrás.

“Nossa agenda de privatização, essa MP não trata disso hoje em dia, mas a nossa agenda de privatização continua a todo o vapor e nós queremos sim enxugar o Estado, diminuir o tamanho do mesmo para que a nossa economia possa dar realmente a satisfação, a resposta que a gente precisa”, afirmou ele, que foi o primeiro a se falar.

Rodrigo Pacheco disse que, assim como todas as MPs, a da Eletrobrás terá a devida atenção e encaminhamento e contará com uma “avaliação crítica” da maioria da Câmara e do Senado.

A íntegra do texto da MP ainda não foi divulgada.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).