Boa notícia para quem paga aluguel: o índice de inflação que serve de indexador para os contratos continua em trajetória de queda.

Vamos aos números: O IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado) caiu 0,60% na primeira prévia de setembro, puxado pela deflação nos preços ao produtor. Na primeira prévia de agosto, o IGP-M havia caído 0,65%.

Na taxa acumulada em 12 meses da primeira prévia do IGP-M, a inflação ficou em 2,75%.

O que isso quer dizer: A inflação está cada vez menor. O lado positivo é que o poder de compra da população acaba sendo preservado. O lado negativo é que isso pode ser uma consequência da fraqueza da economia.

Como foi o comportamento das principais categorias que compõem o IGP-M? O IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que mede os preços no atacado, caiu 0,95% no primeiro decêndio de setembro, deflação um pouco menor que a de 1,02% no mesmo período de agosto.

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) teve variação negativa de 0,09% no primeiro decêndio de setembro, depois de ter registrado uma alta de 0,04% no mês anterior.

Já o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) subiu 0,50% na primeira prévia do mês, bem acima do +0,11% do mesmo período de agosto.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).