SÃO PAULO (Reuters) – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quinta-feira o início de sua atuação como garantidor de operações de Crédito de Recebíveis do Agronegócio (CRA), para aumentar as fontes de crédito aos produtores rurais, inclusive na renegociação de dívidas.

O Ministério da Agricultura disse em nota que no CRA Garantido, como está sendo chamado, a entrada do BNDES gera concorrência no mercado, reduzindo os riscos da operação e, consequentemente, as taxas de juros aos produtores.

O projeto piloto desta nova modalidade está sendo realizado pela Cotrijal Cooperativa Agropecuária, com uma emissão no valor de 29 milhões de reais. Do total, a garantia do banco entra em uma parcela de 17,4 milhões.

“Esta é a primeira operação em que o BNDES atua como garantidor. Esse instrumento de garantia, ainda pouco explorado no Brasil, vai nos permitir apoiar pequenos e médios empreendedores, não só no setor da agropecuária, mas nas mais diversas indústrias Brasil afora”, disse no comunicado o presidente do banco, Gustavo Montezano.

O incentivo a mecanismos de financiamento privado, via mercado de capitais, com investimento estrangeiro no agronegócio brasileiro foi intensificado pela Nova Lei do Agro (Lei 13.986/2020), em vigor há pouco mais de um ano, ressaltou a nota do ministério.

(Por Nayara Figueiredo)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).