Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de 3,9 bilhões de reais para implementação de uma termelétrica no Porto do Açu (RJ), um projeto da GNA que tem como sócios Prumo Logística, Siemens e BP.

O empreendimento, com 1.673 megawatts em capacidade instalada, é o segundo das empresas no porto. Uma primeira usina, a UTE GNA I, com 1.338 megawatts, também contou com apoio financeiro do BNDES, disse o banco estatal em comunicado nesta quinta-feira.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).