A lista de produtos mais reclamados na Black Friday dá uma pista de como o consumidor está gastando seu dinheiro. Neste ano, pela primeira vez, entraram na lista de itens mais reclamados livros e pontos e milhas, segundo levantamento do Reclame Aqui com dados levantados entre as 12h de quarta (dia 24) até as 6h desta sexta-feira (dia 26).

Também entraram na lista produtos de supermercado e higiene, como xampu e perfume.

Para o Reclame Aqui, o perfil da lista e produtos mais reclamados aponta para uma Black Friday em que consumidores buscam reduzir seu custo mensal mais do que aproveitar ofertas em relação a bens duráveis.

“Estamos vivendo a Black Friday da mercearia, o que deixa claro o momento inflacionário e difícil para as empresas e ainda mais para o consumidor. Itens de mercearia e higiene, por exemplo, são os únicos que restaram aos consumidores para buscar descontos reais, mostrando o momento contundente de inflação”, analisa o CEO do Reclame AQUI, Edu Neves.

Desde que o monitoramento do Reclame Aqui começou foram registradas 5.678 queixas sobre a Black Friday, um aumento de 17% em relação a 2020. Isso dá uma média de 138 reclamações por hora.

Segundo Neves, o top 10 de produtos mais reclamados de 2021 mostra itens de menor volume e peso em relação ao que tradicionalmente aparece nas Black Fridays. Isso tem relação com um período de menor renda dos consumidores, mas também de ofertas com entregas rápidas oferecidas pelas lojas online. Ou seja, produtos que podem ser entregues no mesmo dia.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).